As aulas presenciais da rede municipal de educação de Itabuna, no Sul, devem ocorrer só no ano que vem. A decisão da prefeitura ocorre após o desabamento do muro de uma escola que acabou levando a óbito um pai e o filho dele. O fato ocorreu no último sábado (16) na Escola Municipal Marechal Castelo Branco. Conforme a TV Santa Cruz, Guilherme Aurélio Leone, de 12 anos, morreu no local.
Já o pai dele, o pedreiro Fábio Guedes dos Santos, de 45 anos, chegou a ser levado para o Hospital de Base de Itabuna, mas não resistiu. À emissora, a secretária de educação do município, Janaína Araújo, disse que a avaliação dos riscos fez com que a gestão determinasse o retorno das aulas presenciais para 2022.
Assim, as atividades continuam no formato remoto ou na condição em que o aluno recebe o material e o faz em casa. As aulas da rede municipal de Itabuna de 2021 devem terminar dia 8 de dezembro, com o encerramento de todas as atividades em 16 de dezembro.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here